Agnes é uma das personagens mais queridas do filme Meu Malvado Favorito. A adorável menininha de seis anos conquistou o coração de todos com sua doçura e inocência, além de suas falas engraçadas e marcantes. Nesta matéria, vamos relembrar algumas das melhores frases da Agnes que fizeram os fãs do filme rirem e se emocionarem.

A primeira frase que não podemos esquecer é: Lua, lua, o que você está fazendo aí em cima? Flutuando no espaço assim, tão solitária.... Essa fala é dita por Agnes enquanto ela observa a lua pela janela e mostra toda sua imaginação infantil. É uma cena emocionante que nos faz lembrar da pureza que muitas vezes perdemos na vida adulta.

Outra fala icônica da personagem é: Ele é tão fofinho que eu quero morrer!. Agnes diz essa frase ao conhecer o unicórnio de pelúcia que ganhou do Gru, mostrando sua admiração pela criatura mágica e seu amor pelas coisas fofas.

Além disso, não podemos deixar de mencionar a cena em que Agnes encontra seu cachorro de pelúcia perdido. Ao encontrá-lo, ela diz emocionada: Você não dormir, ok? Você faz cocô, ok?. Essa fala mostra o quão importante é o animal de pelúcia para a menina, que o trata com todo carinho e responsabilidade.

Outra frase marcante da Agnes é quando ela pede para o pai adotivo, Gru, que a leve para ver a lua de perto. Ela diz: Eu quero ir lá pra cima e ver a lua de perto, pega ela na mão, ver se ela é feita de queijo. A inocência e a imaginação da criança são surpreendentes e nos fazem lembrar da beleza da infância.

Por fim, não podemos deixar de lembrar da famosa frase da Agnes quando ela ganha o chifre do unicórnio. Ela diz: Ele é tão fofo, quero apertar ele até morrer!. Essa fala mostra o amor da personagem por tudo que é adorável e o seu jeito fofo que conquistou os corações de todos.

Em resumo, as falas da Agnes são inesquecíveis e mostram a fofura, a inocência e a imaginação infantil que conquistaram os fãs do filme Meu Malvado Favorito. Esses trechos de diálogo são memoráveis e marcantes, deixando uma mensagem de amor, carinho e pureza que nos fazem sentir nostálgicos pela infância.