Há um lugar no sertão nordestino onde o sol queima forte e a terra rachada é palco de grandes batalhas pela sobrevivência. É às margens do Rio São Francisco que a trama de Velho Chico se desenrola. Com um enredo repleto de personagens marcantes, a história emociona e surpreende, trazendo ao público uma abordagem única sobre as lutas diárias de pessoas que vivem no árido sertão brasileiro.

A trama criada por Benedito Ruy Barbosa e escrita por Bruno Luperi e Edmara Barbosa, é uma verdadeira obra de arte brasileira. Foi produzida pela Rede Globo e exibida entre março e setembro de 2016. A trama passa por diferentes gerações da fictícia família dos Sá Ribeiro, que se envolve em conflitos com outras famílias, todas elas com ligações históricas com o rio São Francisco. Entre os personagens principais, está Santo, interpretado por Domingos Montagner, que vive um grande amor com Tereza (Camila Pitanga), filha do maior rival de sua família, Afrânio (Antonio Fagundes), um homem temido por todos na região.

Velho Chico foi muito elogiada pelo público e crítica não só no Brasil, mas em todo o mundo. A trama mostrou a importância da preservação do Rio São Francisco, que sofreu ao longo dos anos com a ação do homem, e que é de extrema importância para a região nordeste do país. Também tratou de temas como conflitos familiares, machismo, feminismo, homossexualismo e preconceito social.

A trama é uma verdadeira aula de história para quem assiste. Ela retrata a importância do Rio São Francisco desde os tempos antigos, onde os índios lutavam para se manterem vivos, passando pelas grandes secas que castigaram a população, até chegar aos dias atuais. A trama também aborda a importância da fé e da religiosidade para os sertanejos, mostrando a manifestação popular em torno de São Francisco de Assis.

Ainda que rodeada de toda a polêmica envolvendo a morte de Domingos Montagner, a trama conquistou muitas premiações. Entre os prêmios conquistados, estão o Emmy Internacional de Melhor Novela (2017), o Prêmio APCA de Melhor Novela (2016), o Troféu Imprensa de Melhor Novela (2016) e o Troféu Domingão Melhores do Ano de Melhor Atriz Coadjuvante em Novela (2017) para Lucy Alves, a brilhante Luzia.

A trama de Velho Chico é considerada uma das grandes novelas já produzidas no Brasil. A história emociona e surpreende, ainda que sobressalto, em um enredo envolvente que prende a atenção do espectador. Sem dúvidas, uma trama que não pode ser esquecida e que representa uma verdadeira homenagem ao povo sertanejo e ao Rio São Francisco, o velho chico que inspirou a todos os envolvidos nessa emocionante história.